Redundâncias da vida (Parte 2)

2 de Setembro de 2009 at 22:06 (Reminiscências de um Louco)

Alem da arrumação épica que tão galantemente e extensivamente descrevi no post anterior, houve mais coisas que aconteceram nesta ultima semana, tanto boas como más.

A que mais me pode ter afectado foi a noticia que recebi pelo Twitter de que o To Love-Ru ia acabar nesta ultima semana.

To Love-ru, ou Toraburu (Trouble, se preferirem, já vi esta série ser escrita de tantas maneiras que acabo por preferir a fonética nipónica) começa por-nos introduzir um rapaz adolescente chamado Rito Yuuki que não se consegue confessar ao amor da sua vida, que é uma rapariga chama Haruna Sairenji. Numa noite, quando tomava banho (a pensar na Haruna), aparece-lhe uma rapariga nua chamada Lala. Por um acidente, Rito declara a sua intenção de casar com a Lala, e como a Lala é a filha do imperador do Universo………….

Achei a série aleatoriamente enquanto andava à procura de provavelmente One Piece ou Naruto. Comecei-a a partir do capitulo 100, quando o Rito se transforma numa mulher devido a uma invenção da Lala, e achei o enredo tão ridículo que decidi começar a partir do inicio (também porque na altura andava à procura de uma série que tivesse tanto uma parte em manga como em Anime, para saber qual dos dois era melhor, afinal de contas fiquei a preferir a manga, na maioria dos casos).

Na sua maioria, a série dedica-se a retratar a vida e os desentendimentos românticos que o Rito sofre,  muitas vezes por causa da Lala e das suas invenções que, na maioria das vezes, não funcionam correctamente. Alem destas três personagens, durante a história toda, adicionam-se varias outras, como a Yami (uma assassina contratada para matar o Rito, e que nunca acaba por o fazer), Run (que, pelo facto de poder mudar de sexos quando espirra, gosta tanto da Lala como do Rito), Yui Kotegawa (a representante da classe, moralmente superior, mas que no entanto se encontra com o Rito nas alturas mais embaraçosas), entre outros. A minha recomendação é que leiam esta manga e que, se tiverem vagar, vejam o anime (já que tem algumas diferenças com a história original).

Então a série acabou, o que é pena, porque estava à espera de mais alguma coisa, embora que, na minha opinião, a série estava estagnada durante algum tempo (as personagens não estava a ter qualquer desenvolvimento emocional profundo). Talvez das duas soluções, se tenha optado pela talvez pior e acabar a série, o que deixa algumas (senão muitas perguntas) para responder pelos inúmeros fãs. Como acaba realmente não direi aqui, já que o melhor é mesmo ler, mas digo resumidamente que, se o problema era escolher de 2 uma, escolhem-se 2 ou até mais e pronto (se perceberam, não haveria problema).

Dia 14 saem os resultados da 1ª fase das candidaturas e para muitos, isto representará o inicio de um novo capítulo da vida, ou seja, a entrada numa nova cidade, de tão grande é, que se deu o nome de Universo. Honestamente tenho esperanças de entrar na FCT, mas isto tudo é um novo mundo, ligeiramente mais complicado (em muito porque ainda tenho 17 anos, os meus pais raramente se interessaram com a minha vida escolar, bla bla bla Whiskas Saquetas). De qualquer maneira saberei, mais cedo ou mais tarde como tudo se resolve. No dia da FCT aberta aos estudantes do secundário, tive a oportunidade de conhecer a Universidade, que ficou-me perto da mente (e também tomei o meu tempo para memorizar as plantas detalhadas da maioria dos edifícios). Em suma, sei o suficiente, embora a minha mente diz sempre para saber mais. Hoje tive a oportunidade de visitar a página da “Semana do Caloiro” (provavelmente a semana em que seremos praxados, embora o interesse obsessivo neste tópico seja-me despercebido) e tive de voltar atrás imediatamente por 2 razões: a primeira era que estava a ouvir música do Daft Punk a 60% e como o Mozilla amplifica tudo a uma escala incrível, para que os meus ouvidos não morressem, tive de voltar lá depois de baixar o som a 5 e desligar a musica. Quando voltei, notei imediatamente a música que tocava (que era um remix do Aerodynamic dos Daft Punk, parti-me ás gargalhadas) e scrollei a informação que me interessava. Ainda tenho algumas coisas para saber, mas com o tempo tudo irá ao lugar.

Falando de programas de televisão e de televisão em si, como ultimamente tenho-me deitado relativamente cedo (se estivesse nos Estados Unidos), ás vezes tenho a oportunidade de ver um programa no Boomerang que é intitulado de “Sheep in The Big City”. O conceito é ridiculamente simples: Uma ovelha tal e qual as outras fartou-se do campo e foi para a cidade. A Secret Military Organization desenvolveu uma Sheep-Powered Ray Gun que só funciona com a Sheep. O elenco é composto pela Sheep, pelo General Specific, Private Public, Angry Cientist, Farmer John, Lady Richington, Swankie the Poodle, The Narrator, Lisa Rental, The Ranting Swede, entre outros. A série é uma comédia levada ao extremo de que as personagens até tem nomes ridículos, como General Specific (um oximoro) ou Angry Scientist (Angry porque todos se referem a ele como Mad Scientist, o que o leva a responder de uma forma muito tola). De qualquer maneira, se gostarem de coisas ridiculamente estúpidas, sugiro que vejam isto.

Dia 15 vai começar um grande e já esperado programa de televisão na FOX: Fringe. Fringe começa com um voo que se despenha por razões desconhecidas. Uma agente do FBI, Olivia Denham é encarregue de resolver o caso. Para esse efeito, tem de recuperar um cientista louco chamado Walter Bishop com a ajuda do seu filho, Peter Bishop, que Olivia busca do Iraque só por esse propósito. Do mesmo criador de Perdidos (como indicado pela FOX), é uma mistura perfeita de pseudociência, acção, suspense e até drama. Um “must see” que todos devem ver. Esta série foi-me apresentada pelo meu querido colega Tiago Valente e desde que tive a oportunidade de ver, não quis outra coisa (embora que a duração do 1º episódio me tenha desmotivado algo, porque é 1 hora). Já agora dou os meus parabéns à FOX por ter finalmente renovado o aspecto geral do canal. Honestamente o canal está muito mais atractivo deste modo do que estava antes.

“So much has happened, so much is about to…..”

Anúncios

4 comentários

  1. Tiago said,

    Ah! Essa a última frase resume realmente a nossa situação (embora a frase correcta seja “So much has happened here, so much is about to…”).
    BTW eu sou uma influência pra ti pah xD. Já viste? Daft Punk, Fringe…
    Bem, para ser sincero tu tb me pegaste o bichinho do anime, mas, tirando isso, sou mais eu 😛
    E por falar em anime… Experimenta dar uma olhadela a Final Fantasy Unlimited e dps diz-m qualquer coisa. É simples e pequenino (só 20 e tal episódios) portanto não te ocupa mt tempo 😀

    “Gort! Klaatu barada nikto!”

  2. reichardkaigun said,

    Pá, os Daft Punk já estava eu viciado antes de me teres lembrado o nome deles, agora o Fringe ai agradeço…………….. mesmo que se não tivesse descoberto pouca diferença faria na vida (é só um programa).

    20 e tal episódios é uma série razoável (pequenos são de 2-3 episódios), mas se tiver tempo vejo-a.

    Ah pois, e “The Day The Earth Stood Still” também é um episódio do Neon Genesis Evangelion (que reversamente teve um easter egg no filme). Se estás a usar o Firefox, faz about:robot.

  3. goncalo said,

    gostas de stargate?

    • reichardkaigun said,

      Gosto, tenho estado a gravar a série que está a sair na FOX.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: