Comentários e Opiniões…

21 de Março de 2011 at 21:11 (Reminiscências de um Louco)

Depois de um recorde de audiências registado ontem vem uns certos seres que, infelizmente, agem como os nossos deputados na Assembleia da Republica (ou como duas pessoas numa rixa de bar…).

Quando é para fazerem um comentário, façam-lo conscientes do que sai das vossas bocas (ou neste caso, do que esmagam nos vossos teclados dos portáteis). Eu farto-me de ler comentários de pessoas que, por terem consciência que dizem parvoíces, mantêm-se em anonimato.

Meu caro – Eu vi o Grande Urso ser “bruxo” – residente provável em Amadora. Apanhaste-me a ser bruxo, numa aula de DCR. Parabéns. Queres uma medalha? Um troféu? Até te imprimia um certificado a dizer que me apanhaste a ser bruxo, se não acabasses por ser anónimo.
Estou na faculdade para adquirir certas ferramentas que me vão ser úteis no futuro. Ai tendo, não me importo que seja gozado por alguém que seja. Não seria a 1ª nem será a ultima que farei bruxedos.
E meu caro… nunca nesse post disse que era bruxo, apenas que, se pudesse passar por um, ficaria feliz. Aprenda a ler, se fizer esse favor.

Meu caro – O JOAO – residente provável do Cacém. Se sou gay, provavelmente não no sentido que pensas. Se me quiseres bater amanhã aviso que a Reitoria ficaria a saber de uma maneira ou outra… de facto, penso que ameaças destas podem ser divulgadas à PJ, portanto tem cuidado com o que dizes.
Sobre a questão de Lisboa e dos seus habitantes Alfacinhas…… após alguma recapitulação posso ver que grande parte do que escrevi pode ser mal interpretado – e infelizmente pode ser essa a razão de tanto problema. Aos meus leitores peço desculpa.
No entanto, ainda tenho a mesma convicção que tinha sobre Lisboa e seus habitantes desde que publiquei isso há um ano atrás – continuo a desejar (à falta de melhor termo) uma outra Lisboa.
E meu caro… se é uma terra de merda, porque estudas cá? Tem cuidado com o que escreves.

Com isto tudo queria concluir uma coisa que já tenho andado para vos dizer.

Cresçam

Probabilisticamente ainda sou das pessoas mais novas no curso e definitivamente serei o mais novo que existe no 2º ano de Civil, na FCT. E até agora, nem uma parvoíce (salvo excepções que eu poderei ter) saiu da minha boca ou de qualquer teclado em que os meus dedos tenham passado.

Vou começar a censurar comentários. Todos os leitores que tiverem o mínimo de decência a fazer posts não tem risco qualquer. Os parvos que este blogue já aturou por tanto tempo, esses ai podem-se despedir.

Permalink 13 comentários